15 de agosto de 2022

Câncer bucal: você sabe como se prevenir?

O Agosto Grená é o mês da prevenção do câncer bucal. Saiba aqui como reconhecer os principais fatores de risco e fazer o autoexame

A doença é simples de diagnosticar em suas fases iniciais; no entanto, evitar os principais fatores de risco e realizar o autoexame são essenciais para o sucesso do tratamento.

Durante todo o mês de agosto, cirurgiões-dentistas da uniodonto Campinas se unem no chamado Agosto Grená para conscientizar as pessoas sobre as causas e consequências do câncer bucal. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que apenas em 2022 serão diagnosticados 15 mil novos casos de câncer de boca e orofaringe.

A conscientização sobre o câncer bucal é muito importante. Esse é um dos tipos de câncer mais simples de diagnosticar nas fases iniciais e existem alguns indícios importantes que merecem receber toda a nossa atenção. Vamos conhecer alguns deles:

  • Incômodo na garganta: a pessoa sente como se houvesse algo preso na região;
  • Incômodo na língua e dificuldade para realizar movimentos simples;
  • Dificuldade para falar, mastigar e engolir;
  • Aumento na salivação;
  • Percepção de nódulos no pescoço;
  • Placas esbranquiçadas ou avermelhadas na cavidade oral;
  • Feridas nos lábios ou cavidade bucal que não cicatrizam há 15 dias ou mais;
  • Rouquidão sem motivo aparente e sem apresentar melhora.

É possível prevenir?

Mesmo sendo uma doença de simples detecção na fase inicial, é sempre importante ficar atento aos fatores de risco e manter a regularidade nas visitas ao dentista. A ocorrência de câncer bucal está associada a diversos fatores:

  • Etilismo – o consumo excessivo de álcool aumenta em até 6 vezes as chances de desenvolvimento de câncer bucal. Quando associado ao tabagismo, o efeito é potencializado.
  • Tabagismo – o risco do desenvolvimento de câncer bucal entre os fumantes chega a ser 16 vezes maior do que entre não fumantes. O risco é medido de acordo com a quantidade de tabaco consumida pela pessoa.
  • HPV – o Papilomavírus Humano pode ser contraído por meio de sexo oral sem proteção, atingindo a cavidade oral e orofaringe (amígdalas, palato e a área atrás da língua) e desenvolvendo câncer na região. Esse tipo de câncer tem boa resposta aos tratamentos de quimioterapia e radioterapia, quando comparado aos causados por outros fatores.

Sexo e idade – as pessoas de sexo masculino são mais afetadas pelo câncer bucal do que as pessoas de sexo feminino. O risco de desenvolver a doença também aumenta com a idade.

Outros fatores de risco são a má higiene bucal, desnutrição, exposição excessiva ao sol (fator agravante principalmente no câncer labial) e imunossupressão.

É possível fazer um autoexame?

Sim, é possível fazer um autoexame para detectar a possibilidade de câncer bucal. Periodicamente, todas as pessoas podem e devem fazer uma autoavaliação na cavidade bucal. É um procedimento simples, com poucos passos:

  1. O exame deve ser feito em frente ao espelho, em local com boa iluminação;
  2. Faça com calma e leve o tempo que precisar;
  3. Observe o seu rosto e tente perceber se há alguma assimetria atípica entre os dois lados;
  4. Apalpe seu pescoço, tentando perceber se há nódulos;
  5. Aproxime-se do espelho
  6. Procure por manchas, descoloração, lesões ou feridas na parte interna dos lábios, gengivas, mucosas das bochechas, língua (embaixo e em cima), céu da boca e fundo da garganta;

Caso perceba a existência de feridas nos lábios ou na cavidade bucal, agende uma consulta com seu cirurgião-dentista.

O autoexame é um passo essencial no combate ao câncer bucal. Muita gente desconhece essa doença. Por isso, compartilhe esse artigo para mais pessoas. Juntos, podemos combater o câncer bucal!

Preserve sua saúde bucal mantendo bons hábitos de higiene e uma boa alimentação. Em caso de dúvida, sempre procure seu dentista e siga suas orientações.

GOSTOU? COMPARTILHE ESSE POST EM SUAS REDES SOCIAIS

Deixe um comentário:


0 Comentários