14 de fevereiro de 2023

O que são aftas e como tratá-las?

As aftas podem ser muito incômodas dependendo do lugar onde aparecem. No geral, elas desaparecem em alguns dias, mas também podem ser indício de algo mais sério.

Quem disser que uma pequena ferida não pode causar um incômodo muito grande nunca deve ter tido afta na vida. Essas pequenas feridas que podem surgir na língua, gengivas, garganta e na parte interna dos lábios são, geralmente, muito dolorosas, a ponto de atrapalhar atividades simples como conversar ou se alimentar.

A afta tem um formato ovalado, sem pus, com um tom que varia entre esbranquiçado e amarelado. Às vezes, aparece uma única ferida, pequena e superficial; outras vezes são múltiplas e com tamanhos diversos. Quando suas formações estão muito próximas podem se agrupar e formar uma grande (e muito dolorida) lesão.

De um modo geral, elas são benignas e somem num prazo médio de duas semanas, mas, se a afta for das grandes e em um local que sofre constante atrito dentro da boca, pode persistir um mês ou mais.

Como surgem as aftas?

Existem alguns fatores capazes de provocar afta, variando de pessoa para pessoa. As causas mais comuns são:

  • Alimentar: ingestão de refrigerantes, chocolates, café e abacaxi;
  • Uso de tabaco;
  • Mordidas na parte interna da boca e língua;
  • Reação alérgica a algumas pastas de dentes;
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Predisposição genética.

Outro ponto a ser considerado é que a afta pode ser um sintoma de alguma condição física mais séria. Elas também podem indicar:

  • Alterações hormonais;
  • Presença da bactéria H.pylori no trato digestivo;
  • Problemas de refluxo gastroesofágico;
  • Estresse;
  • Queda da imunidade;
  • Deficiência de vitaminas e minerais;
  • Doença celíaca;
  • Doenças autoimunes.

Quando o aparecimento de aftas é frequente e elas são persistentes, o mais recomendado é procurar orientação médica para que alguns exames investigatórios possam ser feitos. Outros sintomas associados às aftas que podem indicar algo mais grave são: dimensão aumentada da lesão, febre, perda do apetite, sensação de cansaço persistente e sinais de infecção na lesão.

Qual o tratamento indicado para a afta?

Existem medicamentos capazes de aliviar as dores e acelerar o processo de cicatrização da lesão, mas é importante entender que há um tempo próprio para a cura. Medicamentos promovem o alívio dos sintomas por terem em sua composição elementos anestésicos, anti-inflamatórios e corticoides, em forma de pomadas. Uma alternativa às pomadas é a cauterização da afta com nitrato de prata.

Deixamos aqui um alerta para quem deseja tentar tratamentos caseiros. Há uma infinidade de sugestões em sites e vídeos para tratar aftas em casa, mas muitas dessas aplicações não têm aval científico e, portanto, sem comprovação de segurança. Aliás, algumas sugestões são mais prejudiciais do que benéficas, como aplicar sal, bicarbonato de sódio, pasta de dente ou álcool diretamente sobre a afta.

O mais aconselhado, sempre, é buscar orientação médica.

GOSTOU? COMPARTILHE ESSE POST EM SUAS REDES SOCIAIS

Deixe um comentário:


0 Comentários