09 de junho de 2021

Como escolher a escova de dentes correta?

Geralmente, quando vamos ao supermercado comprar algo levamos em consideração a qualidade do produto. E com a escova de dentes o raciocínio tem que ser o mesmo. 

Muitas pessoas acreditam que essa é uma escolha simples e rápida de fazer, mas é fundamental dar atenção a esse momento para garantir a higienização correta dos dentes e, com isso, ter uma saúde bucal efetiva.

A variedade de escovas de dentes é cada vez maior. Os fabricantes oferecem uma vasta lista de produtos e modelos, o que torna a tarefa de comprar uma escova uma verdadeira pesquisa. 

Continue lendo e entenda quais são as principais características de uma boa escova de dentes e como conservá-la para manter a sua saúde bucal.

Qual escova de dentes devo escolher?

Você está em frente à prateleira do mercado ou da farmácia. A quantidade de modelos e cores certamente vai dispersar a sua atenção. Nessa hora, no entanto, é importante focar em alguns atributos. 

O primeiro deles é o formato da escova de dentes. É preciso ter em mente que a escova serve para remover a placa bacteriana que está na superfície dos seus dentes. Por isso, é importante que ela seja capaz de limpar de um a dois dentes por vez e permita que você acesse todos os dentes da sua boca de maneira concreta, principalmente os do fundo. O importante aqui é você escolher um produto que se adeque à sua boca e garanta que você vai conseguir alcançar todos os dentes. 

Outro ponto fundamental na escolha é a quantidade e qualidade das cerdas. Elas são as verdadeiras responsáveis por remover a sujeira dos dentes e eliminar as placas bacterianas. Os especialistas recomendam que a escova tenha cerdas macias e homogêneas, com acabamento arredondado. As cerdas precisam garantir uma boa limpeza sem machucar a gengiva ou remover o esmalte dos dentes.

O cabo da escova também é preponderante na hora de uma boa escovação. O importante é que ele garanta uma boa empunhadura, que favoreça os movimentos de forma correta, ao mesmo tempo que traz segurança para não escorregar da mão. Os modelos com cabos ergonômicos e emborrachados são os mais recomendados pelos dentistas.

Como cuidar e preservar a escova de dentes

Agora que você já aprendeu como escolher uma boa escova de dentes, você também precisa fazer a manutenção e conservação dela. A escova de dentes deve ficar longe de bactérias e, por isso, é importante lavá-la bem com água corrente para eliminar o acúmulo de saliva, pasta e resto de alimentos que ficam nas cerdas.

Após a lavagem, é preciso remover o excesso de água e pingar uma gota de enxaguante bucal, deixando agir por alguns minutos. O antisséptico bucal ajuda a eliminar os microrganismos. Se a ideia é manter a escova longe das bactérias, o banheiro definitivamente não é o local mais adequado para mantê-la.

O mais indicado é armazenar sua escova fora desse cômodo, mas se não for possível, é melhor guardar sua escova dentro de um armário fechado, na posição vertical e longe do vaso sanitário. O uso de protetores para as cerdas, que possuam furos para ventilação, também é recomendado. 

E atenção! Nada de compartilhar a sua escova de dentes ou deixá-la em contato com a escova de outra pessoa. Essa prática favorece a contaminação bacteriana dos objetos. 

Um último e importante ponto é ficar atento ao prazo de validade da sua escova. Os dentistas recomendam a troca a cada três meses ou quando o objeto apresentar sinais de desgaste. A deformação das cercas e o acúmulo de bactérias podem comprometer seu trabalho de escovação.

E aí, gostou das dicas? Na próxima vez que for comprar uma nova escova de dentes lembre-se do blog da Uniodonto Campinas. 

GOSTOU? COMPARTILHE ESSE POST EM SUAS REDES SOCIAIS

Deixe um comentário:


0 Comentários