19 de junho de 2019

5 sinais que podem indicar problemas na gengiva

Desde pequenos somos incentivados pelo dentista e por familiares a cuidar dos nossos dentes: escová-los após as refeições, evitar comer alimentos com muito açúcar e visitar um profissional de odontologia regularmente. Mas, para ter uma boca saudável, também é importante dar atenção à gengiva. Afinal, problemas gengivais podem trazer outras consequências para toda a estrutura dental. Fique atento se você observar ao menos um dos sinais que vamos descrever neste artigo.

Sangramento na gengiva

A gengiva sangrou após escovar os dentes ou passar o fio dental? Fique atento! Pode ser gengivite: uma inflamação super comum na gengiva, que está relacionada a uma série de fatores. A falta de higiene dental ou a higienização precária é a principal delas. Se não for tratada, a gengivite pode evoluir para uma periodontite, atingindo a estrutura que dá suporte aos dentes. Nesses casos é importante a avaliação de um cirurgião-dentista, que indicará o melhor tratamento.

Inflamação na gengiva

Quando escovamos os dentes, alguns cantinhos rentes à gengiva são mais difíceis de alcançar. Com o tempo, a placa bacteriana acaba se acumulando e causando essa inflamação no tecido, que gera dor na gengiva. Para evitar a inflamação nessa área, siga corretamente as dicas de escovação dos dentes – sem se esquecer de passar o fio dental diariamente. O quadro deverá se normalizar com essa rotina de higiene. Combinado?

Gengiva inchada

Dê uma atenção especial para a gengiva inchada ou avermelhada. A alteração na cor pode indicar uma irritação nos tecidos, típica de um quadro de inflamação. Novamente, os sintomas são associados à placa bacteriana, mas outros fatores também influenciam a gengiva inchada. É sempre indicado conversar com seu dentista para ter certeza de que está tudo certo.

Mau hálito

E quando a higiene bucal está em dia, mas o mau hálito mesmo assim insiste em aparecer? O quadro pode estar diretamente ligado a problemas na gengiva. Um deles é a retração gengival. Mas o que é isso? Quando a gengiva se retrai, muitas vezes por causa da força aplicada na hora de escovar os dentes, a raiz fica mais exposta. Aí também é comum essa área ficar mais sensível. O próximo passo, como seria de se imaginar, é fazer uma escovação mais superficial para não machucar ainda mais a região. Com isso, alguns restos alimentares se acumulam, o que favorece o aparecimento de placa bacteriana e tártaro, que causam o mau hálito.

Feridas ou aftas na gengiva

Em outras situações, o inchaço na gengiva também pode ser causado por aftas ou feridas benignas. Aí vem aquela dorzinha chata e a região fica inchada e sensível. A boa notícia é que não há motivo para se preocupar: as aftas costumam se curar sozinhas. Vale prestar atenção apenas se o machucado demorar muito para cicatrizar. Se for esse o caso, consulte seu cirurgião-dentista para uma investigação mais profunda.

Notou algum desses sinais? Redobre a atenção e observe se o problema é recorrente. Na dúvida, seu dentista pode identificar as causas de dor, sangramento ou sensibilidade na gengiva. Nenhum deles deve ser ignorado, tudo bem?

Quer saber mais sobre gengiva inflamada? Veja 5 coisas que você pode estar fazendo errado.

GOSTOU? COMPARTILHE ESSE POST EM SUAS REDES SOCIAIS

Deixe um comentário:

Cancelar Resposta


2 Comentários