06 de novembro de 2019

Placa bacteriana: o que é e por que você pode ter?

Todos nós temos placa bacteriana! Se assustou? Fique tranquilo, apesar de estar por trás de alguns problemas bucais, como a cárie e o tártaro, ela não é tão terrível e pode ser evitada com cuidados básicos no nosso dia a dia.

Vamos entender exatamente o que é, como se forma e, claro, como evitar a placa bacteriana para manter seu sorriso bonito e saudável.

Afinal, o que é placa bacteriana?

Sabe essa “massinha” branca e pegajosa que fica sobre os dentes e ao longo da gengiva? Isso é placa bacteriana. Composta por saliva e restos de alimentos, ela é resultado da ação das bactérias que vivem naturalmente na nossa boca.

Quando acontece o acúmulo de saliva, restos de alimentos e microrganismos, o ambiente se torna favorável para a fixação e multiplicação deles. Mesmo você não vendo, ela sempre estará lá após o consumo de alimentos. 

O que ela causa nos dentes?

Com a falta de escovação ou uma higiene bucal incorreta acontece o acúmulo da placa bacteriana nos dentes e isso favorece o desenvolvimento de alguns problemas bucais, como a famosa cárie e o tártaro, além de contribuir com o mau hálito.

No caso da cárie, as bactérias presentes na placa produzem ácidos que atacam o esmalte do dente, principalmente após as refeições, e, assim, abrem espaço para a formação de cárie. Já o tártaro acontece quando a placa endurece, aderindo aos dentes com firmeza e deixando uma crosta amarelada neles.

O que fazer para prevenir a placa bacteriana?

Evitar a formação de placa bacteriana é mais fácil do você imagina. A solução é simples: basta realizar a higiene bucal de forma correta e diariamente usando escova de dentes, fio dental e creme dental. Com isso em mãos, você só precisa fazer a escovação dos dentes após cada refeição e usar o fio dental pelo menos uma vez por dia. 

Algumas dicas extras podem ajudar também:

  • Reduza a ingestão de alimentos com muito açúcar e amido;
  • Use um enxaguante bucal com agente antibacteriano 1x ao dia;
  • Visite regularmente um dentista para limpezas profissionais.

Agora, que tal aproveitar para saber mais o que é odontologia sistêmica e o que ela tem a ver com o resto do corpo?



GOSTOU? COMPARTILHE ESSE POST EM SUAS REDES SOCIAIS

Deixe um comentário:


0 Comentários