03 de julho de 2019

Gengiva inflamada? Veja 5 hábitos que podem estar por trás disso

Comer é um dos hábitos mais prazerosos da vida, não é verdade? Sair para tomar café da manhã, reunir a família para o almoço de domingo ou preparar um jantar em casa com os amigos são atividades que trazem satisfação e deixam os dias mais leves.

Depois de se alimentar, você já sabe o que tem de fazer: passar o fio dental e escovar os dentes. Mas… De repente a gengiva sangrou. Esse é um dos sinais que podem indicar um problema na gengiva. E agora? Como confirmar se tem algo errado e o que fazer para tratar, se for esse o caso?

Provavelmente o quadro sugere que sua gengiva está inflamada. Também chamada de gengivite, a inflamação na gengiva é causada, principalmente, pelo acúmulo em excesso de placa bacteriana na boca, bem próximo aos dentes.

Nem sempre é fácil identificar a gengivite: o sangramento não é exclusivo nesses quadros, mas é o sinal mais comum e visível. Gengiva com coloração bem avermelhada, dor, inchaço e mau hálito indicam que sua boca precisa de mais atenção. Por isso é importante estar em dia com suas consultas odontológicas. Durante as visitas clínicas, o cirurgião-dentista vai notar qualquer sinal de desordem na sua boca e, quanto antes for tratado, melhores e mais rápidas serão as chances de recuperação.

Mas, afinal, o que causa a gengivite e como evitá-la? Conheça agora alguns hábitos prejudiciais.

Escovar os dentes de forma errada

Na correria do dia a dia, quem nunca escovou os dentes bem rapidinho e de qualquer jeito, só para falar que fez a higiene bucal? Elimine essa prática. Dedique um tempo após as refeições para fazer a limpeza e evitar problemas como a gengiva inflamada. E se você não sabia que tem um jeito certo de escovar os dentes, siga as dicas:

– Deixe a escova levemente inclinada e faça movimentos curtos e circulares, começando pela parte de trás e indo até o último dente do outro lado da boca. Faça isso tanto nos dentes superiores quanto nos inferiores.

– Na hora de escovar a parte interna dos dentes, a escova pode ficar na vertical em alguns pontos para facilitar a higienização.

– Depois, é hora de dar atenção à superfície de mastigação dos dentes! Faça movimentos para trás e para frente. Lembre-se de nunca colocar muita pressão na escovação, tudo bem?

– Não se esqueça de escovar a língua! Ela também acumula bactérias que podem causar mau hálito.

>> “Erros comuns que você comete na escovação e nem sabia!” – Blog Post <<

Não usar fio dental

O uso do fio dental é indispensável para uma higiene bucal completa. Ele consegue alcançar restos de alimentos e remover a placa bacteriana em cantinhos onde a escova não chega, como entre os dentes ou bem rente à gengiva. Os movimentos devem ser suaves para não machucar nem cortar. O recomendado é usar o fio dental diariamente, combinado?

Você sabia que a boca se comunica com todo o corpo? Saiba mais no e-book. É gratuito!

Fumo

O tabagismo interfere diretamente em casos de doenças periodontais, como a gengivite. Ele faz com que o sistema imunológico fique frágil, criando um terreno fértil para que as bactérias proliferem com mais facilidade. Além disso, o tabagismo prejudica a cicatrização da gengiva, dificultando o tratamento cirúrgico periodontal.

Abusar de bebidas alcoólicas e refrigerantes

Essas bebidas têm um alto nível de açúcar e acidez, causando danos ao esmalte dos dentes e corroendo tecidos da gengiva, boca e bochechas. O organismo fica desidratado e a produção de saliva cai, o que deixa a boca mais suscetível para o desenvolvimento de bactérias. E essa história você já conhece, não é?

Comer balas, doces e outros alimentos com açúcar

Se bebidas açucaradas não fazem bem aos dentes, a mesma regra vale na hora da alimentação. Por isso, é importante não exagerar no consumo de alimentos cariogênicos, como balas, bolos, pães e massas. Eles também favorecem o surgimento de bactérias na boca.

Agora você já sabe a importância de tratar a gengiva inflamada e que precisa buscar uma avaliação profissional. Mas, por onde começar? Optar por um plano odontológico é uma solução que sempre fica mais em conta. Veja algumas dicas aqui: Como escolher o plano odontológico ideal?

GOSTOU? COMPARTILHE ESSE POST EM SUAS REDES SOCIAIS

Deixe um comentário:


1 Comentário